Barbara e Rodrigo, pais da Manu

Quando fiquei sabendo da gravidez tive muita dificuldade em achar um ginecologista que atendesse as minhas escolhas e opiniões em Santos. Infelizmente a maioria ainda é muito cesarista e fazem de tudo para a mãe não ter escolha real. Fui em vários médicos até que me indicaram o Dr Carlos Marcondes. Adorei ele de cara! Muito tranquilo e com a cabeça bem esclarecida e com pensamentos iguais aos meus.

Durante os 9 meses nós conversamos muito sobre os tipos de parto que eu queria, ele me indicou livros para ler, fizemos um plano de parto da maneira que eu sonhei e outro com possiveis variantes, ele sempre foi enfático no bem que o parto natural traria para mim e para o bebe e sempre me senti muito calma.

Além disso, ele possui na equipe dele uma Obstetriz que iria fazer o acompanhamento do meu parto.

Outro porém era que eu não queria ter em santos – sou de sp e queria ter lá – e ele também atende alguns hospitais lá e depois de me mandar visita-los optei pelo Sao Luiz do Itaim com plano B para o São lucas.

Dia 25-10 as 3h30 da manhã acordei sentindo cólicas, porém nada forte ou diferente então não liguei. As 5h elas começaram a vir de 6 em 6 minutos e já fiquei mais apreensiva. Conforme combinado com o Dr, quando eu sentisse as primeiras contrações eu iria ao São lucas verificar se ja estava com dilatação. Se sim, e menos de 5cm, eu poderia ir para SP. Chegando lá descobrimos que eu estava com 4 cm e a médica entrou em contato com ele na hora, que ja me ligou falando: vai para SP , já falei com minha equipe estão te aguardando, eles vão verificar novamente sua dilatação e eu te encontro lá.

Cheguei no são luiz as 7h00 e já estavam me aguardando, fizeram um novo exame e verificaram que eu estava com 5cm, me enviaram para um quarto pré parto que o dr Carlos já havia solicitado, lá tinha bola de pilates, chuveiro, lugar para eu andar, tudo para me ajudar com o parto. Meu marido nesse momento se mostrou o melhor doula do mundo!

Das 8h até as 11h eu dilatei praticamente tudo.

As 11h30 estava com 9 cm e com dores horriveis e fiquei apavorada. Eu havia falado que não queria analgesia, mas aceitei quando o Dr falou que era melhor ter o anestesista da equipe dele de prontidão para qualquer problema. Ele foi se apresentar para mim quando cheguei e falou: é sua decisão, se decidir só me chamar.

Não aguentei as dores finais, na verdade as dores já não eram tão grandes, mas o pânico e medo fizeram com que eu pensasse que estivesse quase morrendo rss... gritando muito com 9cm de dilatação já cheguei ao centro cirurgico branca de medo, apavorada, eu tremia muito e fechava as pernas e gritava que não queria que ela saísse de lá por nada nesse mundo sem anestesia. Eles então aceitaram meu pedido e me deram um dose pequena apenas para a dor e panico sumirem.

Já mais calma e sem dores o Dr falou que iria solicitar um banquinho do parto humanizado pois eu havia falado que não queria ter meu parto deitada com as pernas abertas tipo filme e ele se lembrou disso, eles trouxeram o banquinho, meu marido sentou atras de mim e o médico em minha frente, ficamos conversando e esperando as contrações para a expulsão, nunca estive tão tranquila. O Dr falou que eu poderia colocar uma musica para o momento, e então como sempre sonhei coloquei o Bon jovi no celular. Com 3 forças minha filha veio ao mundo direto para meus braços.

Chorei muito e meu marido se preparou para cortar o cordão, conforme combinado, porém minha placenta saiu junto com muito sangue e passei mal e desmaiei. Acordei na maca minutos depois com oxigenio, mas foi uma queda de pressão apenas gracas a deus. Após ficar melhor trouxeram a MANU para meus braços onde ela mamou ainda toda sujinha, e ficamos abraçadas durante 2 horas. Tiramos fotos com a equipe e foi tudo lindo.

Não tive episotomia! Na verdade ele é super contra. Foi tudo a maneira que sempre sonhei.

Ela nasceu com 3,750 com 50 cm no dia 25-10 as 12h12.

Comentários