Útero de Substituição (Barriga de Aluguel)

Quando a mulher não apresenta útero ou este está danificado, por doenças que o impeçam de carregar a gestação até o bebê tornar-se viável, pode-se utilizar o útero de uma pessoa da família. Conforme resolução recente do CFM as doadoras temporárias devem pertencer à família de um dos parceiros num parentesco consanguíneo de até quarto grau (primeiro grau – mãe; segundo grau – irmã/avó; terceiro grau – tia; quarto grau – prima), em todos os casos respeitada a idade limite de 50 anos.

Neste tipo de tratamento retira-se o óvulo da mulher, fertiliza-o com o sêmen do marido e o embrião é transferido para o útero emprestado por uma pessoa da família, que devolverá o bebê após o nascimento a seus pais genéticos e verdadeiros.

 

Útero de substituição - Tratamento

O tratamento é feito da mesma forma que uma FIV/ICSI habitual, para a paciente. Em paralelo ao tratamento, a mulher que receberá os embriões (gestante de substituição) terá seu endométrio preparado com o uso de estrogênios e progesterona.

Quando os embriões atingirem o estágio adequado, de 2 a 5 dias, serão então transferidos para o útero dessa familiar ( “Barriga de Aluguel” ), que fará toda a gestação do bebê.

As taxas de gravidez são semelhantes às observadas nos ciclos de FIV/ICSI habituais.

Conheça Nossas
Especialidades

A Clínica Gesta conta com os melhores profissionais nas áreas de Obstetrícia, Ginecologia e Reprodução Assistida, dando a melhor assistência a seus pacientes. Temos além de equipe Médica de excelência, o suporte de equipe de Enfermagem em Obstetrícia, Psicologia e Nutrição.