Fertilização X Inseminação

Ambas são técnicas de reprodução assistida. Nos casos mais simples de infertilidade do casal, normalmente é escolhida a inseminação artificial, enquanto para os mais complexos, a fertilização in vitro. A inseminação artificial consiste em facilitar o caminho percorrido pelos espermatozoides. O sêmen do parceiro ou de um banco de espermatozoides é coletado e introduzido diretamente no útero da mulher para então fecundar o óvulo e gerar o feto. Para potencializar as chances de sucesso, a paciente toma uma medicação à base de hormônios, como o HCG, para estimular a ovulação. Já a fertilização in vitro é um procedimento mais complexo. Nela, a fecundação acontece fora do corpo da mulher, em laboratório. Primeiro, a ela é medicada para estimular o crescimento de mais de um óvulo por ciclo menstrual. Depois, esses óvulos são aspirados por uma agulha e colocados em uma substância cheia de nutrientes para mantê-los vivos no laboratório. Os espermatozoides são adicionados aos gametas femininos para que um deles consiga fecundar o óvulo. Após cinco dias da fertilização, o embrião é colocado no útero da mulher.

Comentários